Como uma forma de facilitar o acesso à saúde, principalmente em um período delicado como o que estamos vivendo com a pandemia COVID-19, o CFM (Conselho Federal de Medicina) liberou a utilização do recurso da Telemedicina como uma solução tanto para os profissionais, quanto para os pacientes.

A Telemedicina é uma ferramenta que permite comunicação médica de forma remota com os pacientes à distância. A vigente Resolução do CFM nº 2.228/2019, “define e disciplina a telemedicina como forma de prestação de serviços médicos mediados por tecnologias”, para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças e lesões e promoção da saúde, e está regulamentada com base na lei federal 13.989 de 15 e abril de 2020.

O termo “telemedicina”, ou teleconsulta, algumas vezes é utilizado de forma equivocada entre algumas instituições de saúde no país. Alguns divulgam como sendo um serviço para facilitar consultas por telefone, ou uma central que processa e distribui atendimentos por agendas compartilhadas online. Mas a telemedicina é muito mais do que isso. Há uma série de premissas para utilização do recurso, como a obrigatoriedade do estabelecimento prévio de uma relação presencial entre médico e paciente.

Com o My Smart Clinic você tem acesso à ferramenta de Telemedicina, desenvolvida e disponibilizada dentro dos padrões de exigência do conselho. Por isso, ratificamos constantemente a importância da manutenção dos dados pessoais do paciente e os dados profissionais do médico devidamente atualizados para utilização da aplicação.

Dentre as regras para utilização do serviço, também vale a pena ressaltar que:

  • Todos os atendimentos devem ser gravados e guardados, sendo enviado um relatório ao paciente. Essas informações não devem ser vazadas, garantindo a manutenção da confidencialidade dos dados pessoais;

  • O paciente, ou seu representante legal, precisam concordar e autorizar – mediante consentimento no aceite nos termos de uso da Telemedicina My Smart Clinic – a transmissão ou gravação dos seus dados e imagens;

  • Orientamos ao profissional verbalizar com o paciente consentimentos de gravação e manutenção de dados e informações pessoais como permissão complementar, justamente por questões de segurança para o médico.

Ainda, com a Telemedicina do My Smart Clinic, você garante essa segurança dos dados e histórico de atendimento no prontuário do paciente, dentro dos mesmos padrões dos seus agendamentos para atendimentos presenciais.

Lembre-se de sempre verificar as atualizações da regulamentação diretamente nos canais de comunicação do CFM, ou com nossa equipe de especialistas!

Ficou com alguma dúvida? Nos chame no chat! 💭

Referências:

Saiba mais!

Encontrou sua resposta?